quinta-feira, 19 de novembro de 2009

ALINE


Vi o primeiro episódio da temporada de ALINE. No final dele, tocou MY GENERATION do THE WHO. Curti. Desde então comecei a ver. Prestem atenção nas músicas. Costumam ser bem bacanas. Outras coisas legais também rolam. O pai da Aline pegando a melhor amiga dela é o que há. Melhor que A GRANDE FAMÍLIA que não catuca pai cutaca mãe catacu filha e ainda acabam pedindo perdão... Mas falta em ALINE um beijo triplo, um beijo gay, algumas carreirinhas, muitas camisinhas, tráfico, palavrão (talkin' bout' my generation). Quando essas coisas aparecem, são ex-baixinhos da Xuxa. Eu quero os mano do Zé Pequeno de Sampa, p@##4!!!!!!

8 comentários:

Andrei Vinicius Morais disse...

ODIAVA! Achava super chato! Anda faltando alguma coisa de qualidade na Tv aberta.

Humberto Camargo disse...

O seriado tenta ser moderno mas peca em ser politicamente correto.
Salve Zé pequeno!

One Day disse...

Eu adorei!
Também acho que falta sexo, beijo gay, triplo e etc.
Querendo ou não, isso faz mais parte da sociedade do que as ações politicamente corretas que passa em Malhação, por exemplo.
beeijos
http://andnobodyelse.blogspot.com

AtReViDo disse...

Amava o seriado. Que pena que ele terminou. Tenso. Sucesso...

urban oid´rich disse...

Concordo com Andrei, Humberto e One Day... só n sei se lamento o término como Atrevido

Gutt e Ariane disse...

Aline... aquela musica dos já extintos Los Hermanos? rs...¬¬

Sam Green disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
urban oid´rich disse...

N N
A dos Los Hermanos é... "ô amarguuura..." , né n?